FIREBIRDS VOLTA AO BRASIL 15/ 11/ 2019

04/08/2019

Embalando com o Rockabilly do Brasil Para o Mundo

17/06/2019

Tivemos o privilegio de Sair na pagina Principal na Alemanha.

Ab dem Nachmittag verwandelte sich der Marktplatz in eine Rockabilly-Zone: Frauen und Männer wirbelten zu Rock’n’Roll über das Pflaster. Foto: Ostermann, Olaf (oo)

Rheinberg Zum dritten Mal führte das Stadtfest zurück in die gute alte Wirtschaftswunderzeit. Zwei Tage lang atmeten die Besucher den Zeitgeist der 1950er Jahre. Der Marktplatz verwandelte sich dafür in eine Rockabilly-Zone.

SAIBA MAIS https://rp-online.de/nrw/staedte/rheinberg/stadtfest-2019-rheinberg-feiert-die-wilden-50er_aid-39440733?fbclid=IwAR00aPhvh6MiiAU14CBquPu-Y3GVfdT2r65Sr_PemnGolEchmhd1fx92aLk

GENTE NOVA NO ROCKABILLY.

14/06/2019

Kjell é o guitarrista de jump blues e rock n ' Roll. O discípulo de 17 anos descobriu o seu amor pela música quando ouviu a música dos Beatles pela primeira vez; um interruptor se


Ele tem estado a passar por uma década e já pode olhar para uma carreira atribulada: Depois de ter sido o menino neunjähriger pela primeira vez como um maravilhoso, juntamente com o guitarrista de blues canadense Frank Cosentino, ele aproveitou todas as oportunidades para uma apresentação. De Stadtfesten locais sobre uma aparição na " semana de kiel ", a vários fernsehauftritten (" isso!" no ndr e o " Clube de pensões necessário " no lindissimo).
Com o tempo, ele entrou em vários gêneros de gênero: Blues, Rockabilly, folk, punk, jazz,...
Neste último, ele ganhou recentemente, juntamente com um pianista, a rodada do país da competição "Juventude jazzt"; ele pode, assim, chamar-se de um dos dois melhores jazz de jazz de schleswig-Holstein - também um dos melhores do país.

Quando ele combina as suas diferentes influências com a sua energia energética, um dos fogos de artifício de Rock 'N' roll garantido é garantido.

Psychobilly: Como explicar o que é para uma pessoa "comum"

15/05/2019

Psychobilly: Como explicar o que é para uma pessoa "comum"

FONTE:whiplash.net 

Por Rocker G.T.

O Psychobilly está sempre se desenvolvendo, as cenas locais sempre crescendo e trazendo novas pessoas, por isso vamos fazer um texto mais despretensioso e simples direcionado para este pessoal que está chegando neste maravilhoso estilo de vida (se você é truezão, aguarde sua vez que eu já falo com você).

Psychobilly: Como explicar o que é para uma pessoa "comum"    Psychobilly: Os subgêneros Psychobilly: O Power Psychobilly, ou "Powerpsycho"1065 acessos

Em clima de Psychocarnival, festival que recebe psychos e não-psychos de todo o Brasil, vamos tentar ajudar aqueles que estão chegando agora para se juntar a nós explicando um pouquinho por onde começar e para começar do começo, precisamos entender de onde vem essa doideira.

Uma forma mais simplificada de dizer é que este gênero é a junção do Punk com o Rockabilly. Portanto as influencias do estilo vem bem de lá de longe, agregando todo o Rockabilly e passando pelas bandas de garagem dos 60's, Hasil Adkins, Chuck Berry, Johnny Burnette, Johnny Cash, Dick Dale, Little Richard, MC5, The Ventures, Screamin' Jay Hawkins. Tudo isso e mais um pouco somado ao punk setentista.

Diz a lenda que a primeira vez que se tem noticia do uso do termo "psychobilly" foi em 1976 na parte falada da música “One Piece At A Time,” do Johnny Cash. Esta música contava a história de um funcionário da GM que ia roubando peça por peça da fabrica para montar o seu "cadillac psycho-billy":

"Ugh! Yow, RED RYDER
This is the COTTON MOUTH
In the PSYCHO-BILLY CADILLAC Come on"

Letra completa:
http://www.azlyrics.com/lyrics/johnnycash/onepieceatatime.ht...

Mas neste caso o sentido da palavra era outro, o termo Psychobilly como gênero musical nasceu com a banda The Cramps, que em seus primórdios usavam esta palavra (entre outras como "rockabilly voodoo") em seus cartazes de shows para chamar a atenção do publico.

O The Cramps foi definitivamente o pontapé inicial no estilo, banda formada em 1976 pelo casal Lux Interior e Poison Ivy que exerce grande influencia no psychobilly ate hoje tanto na música quanto visual, atitude e performance.

Lux e Ivy eram aficionados colecionadores de Rockabilly mas viviam numa época de ouro do punk rock, isto foi crucial para criar aquele estilo único que eles tinham totalmente diferente das outras bandas da época. A ideia de tocar um rockabilly mais rápido, barulhento e psicótico com letras bem humoradas falando sobre historias de horror e sci-fi, de filmes trash e sexo pervertido acabou dando muito certo.

O primeiro disco do Cramps, o EP Gravest Hits foi gravado em 1979 e já contem todas as características do grupo, mostrando a junção perfeita como café com leite de punk com rockabilly (falaremos sobre ele outro dia).

youtube player

Com o tempo, este estilo musical (assim como todos os outros) vem se alterando e se reinventando, variando desde bandas mais leves, influenciadas pelo rockabilly (como o Ricochets) ate bandas mais pesadas (como o Mad Mongols).

Por esse motivo, o The Cramps nunca se identificou como uma banda de psychobilly, sempre afirmando que este termo não tem nada a ver com a definição da música que eles faziam.

Em certa ocasião Poison Ivy respondeu em uma entrevista:

"I think psychobilly has evolved into a gamut of things... It seems to involve upright bass and playing songs extremely fast. That's certainly not what we do." tradução livre: "Eu acho que psychobilly evoluiu para uma gama de coisas... Parece envolver rabecão e tocar músicas extremamente rápido. Isso certamente não é o que fazemos"

Músicas barulhentas e aceleradas, letras debochadas e bem sacadas, show enérgico e performático, visual meio steampunk. Todas essas características bem presentes neste gênero que tanto amamos nos revelaram o Cramps como os primeiros "psychobillys" (eles querendo ou não)

mas...

...como eles desprezaram este filho bastardo, passamos para aquela banda que não só se orgulha de ter dado oficialmente inicio ao estilo como também faz questão ser reconhecida como a única que toca o verdadeiro e puro psychobilly: The Meteors!

Enquanto nas metrópoles americanas o punk rock fervia, do outro lado do oceano havia uma cena de revival do rockabilly com excelentes bandas como Stray Cats, The Polecats, Restless, Crazy Cavan, The Jets entre muitos outros. Foi neste clima que o menino P. Paul Fenech criou a banda The Meteors.

A ideia foi quase que a mesma dos Cramps, mas enquanto o Cramps tocava o rockabilly de uma forma mais agressiva e garageira, o Meteors tocava um punk encharcado de rockabilly.

O disco de estreia da banda, In Heaven, de 1981 foi o primeiro álbum de psychobilly propriamente dito, com todas as características do gênero que usamos até hoje. Músicas como "Maniac" e "The Crazed" são ótimos exemplos de como essa ideia de misturar o punk com o rockabilly tomou um peso e característica diferente. Essas músicas, com seu andamento rápido, sonoridade distinta e temas falando sobre loucura, filme B e perversão, poderiam ate ter sido feitas nos dias de hoje pois anda soam atuais.

youtube player

É indicado dar uma olhada no disco inteiro, pois foi aqui que tudo realmente começou e é por isso que estamos aqui agora, este álbum é uma das melhores referencias para quem esta chegando no psychobilly.

Mas claro que não se resume só a isso, bandas como: Reverend Horton Heat, Klingonz, Demented are Go, The Quakes, Mad Sin, Batmobile, Los Gatos Locos, Skitzo, Torment, Guanabatz, Frantic Flintstones, Frenzy e Nekromantix (citando algumas poucas) constituem nossa discoteca básica e indispensável.

Hoje em dia o psychobilly esta bem mais agressivo e mais "billy", diria até que no momento atual seria algo como a junção de Stray Cats com Motorhead e se o psychobilly fosse uma pessoa, provavelmente seria o Reverend Horton Heat (lembrando que este texto é sobre música não sobre moda).

Para finalizar, a melhor forma de se iniciar em qualquer estilo musical, principalmente no psychobilly é através das coletâneas, onde podemos ter contato tanto com as bandas boas e as ruins, as leves e as pesadas, as nacionais e gringas e assim formarmos o nosso gosto musical.

Stomping At The Klub Foot, Rockabilly Psychosis And The Garage Disease, Gods of Psychobilly, The Best of Fury Psychobilly e Psycho Attack Over Europe são bons exemplos coletâneas gringas. No Brasil temos a Psychorrendo com nossas bandas nacionais pioneiras e a Psycozidos com bandas da nova geração.

Quanto ao psychobilly aqui no Brasil vai ficar para outras conversas (este site é justamente pra isso) mas a melhor forma de começar é pelo livro do Marcio Tadeu - Terapia com Sequela, lançado o ano passado e também com o vídeo abaixo, o documentário Psycho Attack Brasil de 2007.

youtube player

PS: Sem indicação de álbuns clássicos aqui, estamos na era da internet e no YouTube tem quase tudo, pesquise !

Eddy Teddy mais vivo do que nunca!

15/05/2019

Aos poucos vou retomando aos trabalhos para tentar manter a história do meu pai viva e com isso um pouco da história no Rock no Brasil.

A medida que vamos ficando mais velhos nos tornamos mais saudosistas e com uma preocupação enorme em deixar informações para as gerações que vão surgindo.

Este ano vai completar 20 anos que o Eddy Teddy se foi e ainda sinto uma enorme dor da perda, perdi um grande pai, um amigo e também meu maior ídolo. Um cara que me apresentou as raízes do Rock e tinha prazer de compartilhar tudo que tinha com os amigos.

Em 2017 pretendo organizar alguma coisa para reunir os amigos e todos que ainda carregam esta bandeira e um pouco do Eddy.

Se tinha alguma coisa que ele curtia era fazer festa: EDDY ESSA VAI SER PRA VOCê!

Publicado em Eddy Teddy, Rockabilly, Rock & Roll , Documentário, Luiz Teddy ¦ Leave a Comment »

Eddy Teddy – Conhecê-lo era amá-lo

dezembro 29, 2015

Gravação Rarissima do Rockterapia feita no programa de rádio Record Runner no dia 03/04/92, participação do músico André Christovam.
Jam com a música do Coke Luxe, Sonho de pobre

Eddy Teddy Cartoon

dezembro 29, 2014

Mais uma vez o Eddy Teddy virou tema para ilustração.

Desta vez retratado em forma de cartoon pelo músico e cartunista Franco da banda Asteroids Trio.Featured image

Eddy Teddy, conhecê-lo era amá-lo!!


Kid Vinil faz uma homenagem ao pioneiro da cena rockabilly no Brasil!

Collectors Rock Fair


Em 1979, Eddy Teddy (pioneiro da cena rockabilly no Brasil) e Wilian Baroni (mais conhecido como Velho), iniciavam no quintal de casa a “Feira de Discos”, evento mensal que reunia amigos para trocar discos e informações de rock & roll. Nessa época era praticamente impossível encontrar discos ou qualquer coisa relacionada ao rock no país, então a “Feirinha” como era carinhosamente conhecida, era uma maneira de reunir os colecionadores espalhados por todos os cantos. De lá para cá muita coisa mudou, principalmente o acesso a informação criando cada vez mais facilidades que antigamente eram impossíveis de se imaginar.

Com esse mesmo propósito que resolvemos dar continuidade a este projeto e criar no Facebook um espaço para colecionadores, fabricantes, lojistas e apreciadores de rock & roll espalhados pelo mundo para um intercambio cultural na Collectors Rock Fair. Se você coleciona discos, livros, revistas, vídeos e jornais ou apenas aprecia rock ou procura algum artigo do gênero CURTA a página e divulgue seus produtos, temos a certeza que encontrará aqui alguém querendo negociar com você.

By 1979, Eddy Teddy (a pioneer in brazilian rockabilly scene) and Wilian Baroni (a.k.a. Velho), started the “Records Fair” at their own backyard. A monthy event that gathered friends to trade records and share information about roc´k & roll. At that time it was barely impossible to find albums or anything else related to rock in the country, so that the “Feirinha” (as it´s lovely known), was a way to unite the collectors spread everywhere. Since than, many thing have changed, mainly the access to information, creating even more facilities that in the past were impossible to figure out.

With this same purpose we decided to continue this project and create a “place” in Facebook to collectors, producers, merchants and addicts to rock & roll, spread around the world, to a cultural interchange in Collectors Rock Fair. If you collect albums, books, magazines, videos and newspapers or just love rock or search for something related, give it a “LIKE” and promote your products. We are sure that you´ll find someone here to deal with you.

http://www.facebook.com/CollectorsRockFair

Coke Luxe – Espírito de Porco

junho 5, 2012

Versão rara de um dos últimos ensaios do Coke Luxe no estúdio KDB na Freguesia do Ó.

Publicado em Coke Luxe ¦ Leave a Comment »

Rockterapia – Buzum

junho 4, 2012

Apresentação do Rockterapia no programa Boca Livre da Tv Cultura, 88 ou 89

Com a participação do Kid Vinil nos vocais.

Publicado em Eddy Teddy ¦ Leave a Comment »

Baby Assim não vou

maio 29, 2012

Aqui esta uma versão nervosa para Baby Please Don´t Go com o Rockterapia que ganhou o nome de “Baby Assim não Vou”.

Essa era uma daquelas músicas que a galera entrava em transe durante o show e a pista vinha a baixo.

O Rockterapia certamente foi uma das bandas mais nervosas que o Eddy Teddy já teve, onde passaram músicos excelente, como Nuno Mindelis e Emerson Villani s. A proposta era resgatar as origens do Rock & Roll e o Rhythm and Blues.

Foi uma pensa não ter existido um disco oficial, apenas muitas gravações ao vivo e alguma coisa em estudio. Que sabe alguém um dia não se interessa em gravar o som dos caras que certamente faz parte da história do rock nacional.

Publicado em Eddy Teddy

Trio de Rock ‘n Roll Campineiro completará 9 anos de carreira com tour

15/05/2019

Fonte : Universo Retrô

Banda Old Chevy

O trio de “vintage rock ‘n roll” e rockabilly Old Chevy de Campinas, interior de São Paulo, desembarca na Europa em 2019 comemorando seus 9 anos de carreira em uma turnê que deverá passar por dezenas de cidades da Bélgica, Holanda e Luxemburgo em 2 meses.

Após um ano extremamente prolífero em 2018, com o lançamento do CD tributo Heritage no começo do ano, um DVD ao vivo comemorando 8 anos de estrada disponibilizado gratuitamente no Youtube e apresentações nos concorridos Brasília Moto Week e Passos Motorcycles, totalizando mais de 120 shows, a banda recebeu o convite para realizar 2 turnês na Europa – em maio e julho de 2019.

Neste final de ano a Old Chevy apresentará seu já tradicional especial de natal durante o mês de dezembro e encerra a tour 2018 numa festa de réveillon em uma conceituada casa de Ribeirão Preto, já retornando para a turnê 2019 imediatamente, sem férias.

A banda encontra-se em período de composição e a expectativa é que no começo de 2019 ocorra a gravação do primeiro CD full length autoral para ser apresentado na turnê europeia. As datas da turnê europeia serão anunciadas em breve, mas já estão agendados para: 9 de maio a 2 de junho e 4 de julho a 4 de agosto.

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Programa Rocker das Antigas

Rocker das Antigas

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Stray Cats

Rock This Town

top2
2. The Firebirds

Trickle trickle

top3
3. Elvis Presley

Baby, let's play house

top4
4. Bill Haley

Rock A Beatin Boogie

top5
5. Crazy Cavan the Rhthm Rockers

Teddy boy boogie


Anunciantes